Como a discriminação (preconceito e injustiça social) afeta as relações para matar um pássaro zombador

A discriminação ocorre em todos os lugares. Na TKAM, as pessoas podem ver o mundo da discriminação através de muitos aspectos e personagens diferentes. Para começar, a discriminação de gênero afetou a relação entre Escoteiro e Alexandra pela forma como Alexandra constantemente assediava o Escoteiro porque ela não é uma ‘senhora’ suficiente em sua perspectiva. Em segundo lugar, a discriminação racial afetou a relação entre Tom Robinson e a maioria das pessoas em Maycomb pela forma como as pessoas o assediaram porque ele era de outra raça e, por último, a discriminação de classe social afetou a relação entre os Cunninghams e a sociedade pela forma como a sociedade tratou os Cunninghams de maneira diferente, uma vez que eles estão em uma classe social mais baixa do que as outras. A discriminação de gênero, racial e de classe social afetou fortemente as relações em todo o Maycomb.

Para começar, a discriminação de gênero afetou a relação entre Escoteiro e Alexandra pela forma como Alexandra constantemente incomodava o Escoteiro pelo fato de não ser ‘senhora’ o suficiente, de acordo com sua perspectiva. Além disso, no capítulo 9, o Escoteiro falou sobre como a tia Alexandra pensava em seu estilo de roupa. ‘A tia Alexandra era fanática em relação à minha indumentária. Eu não poderia esperar ser uma senhora se eu usasse calças. (Lee 92)’ Scout disse que Alexandra era radical no tópico de como Scout não usava roupas ‘femininas’ e como ela não poderia ser uma ‘senhora’ se usasse suas calças ‘não femininas’ (macacão). Isto demonstrou a discriminação de gênero por parte de Alexandra assediando/insultando o Escoteiro por causa de sua escolha de roupas, e como ela não é semelhante à maioria das meninas. Isto afetou o relacionamento entre Escoteiro e Alexandra porque Alexandra estava tentando forçar o Escoteiro a se tornar uma típica ‘Beldade do Sul’ por suas críticas e opiniões indesejadas, o que coloca um passo abaixo em seu relacionamento, já que o Escoteiro não gosta de Alexandra por causa de sua opinião mesquinha sobre ela. Outro exemplo seria que a discriminação de gênero afeta o relacionamento de Escoteiro e Alexandra quando a tia Alexandra revelou como ela via o caráter de Escoteira. No texto, Lee declarou: ‘A tia disse que eu nasci bem, mas que a cada ano eu piorava progressivamente’. (Lee 92-93)’. Na perspectiva da tia Alexandra, Scout nasceu ‘boa’, o que significa que ela estava intocada de todos os estereótipos de hábitos masculinos aos quais ela se adaptou à medida que envelhecia. Alguns exemplos poderiam incluir, como ela brincava com meninos ao invés de meninas na escola e em casa, como ela geralmente usava roupas que os jovens meninos usavam, como ela praguejava às vezes (considerada mal-educada para uma menina naquele período), etc. . Isto demonstrou a discriminação de gênero por Alexandra ser imensamente grosseira com o Escoteiro só porque ela é uma menina que prefere fazer predominantemente atividades ‘masculinas’. Isto afetou a relação entre Alexandra e o Escoteiro porque Alexandra insultou o Escoteiro, de modo que automaticamente paralisa a relação, especialmente porque isso feriu os sentimentos do Escoteiro (também declarados no texto). Outro exemplo poderia ser quando o Escoteiro falou sobre como os brinquedos que a tia Alexandra sugeriu para ela brincar de acordo com seu gênero. ‘A visão da tia Alexandra sobre meu comportamento envolvia brincar com pequenos fogões, jogos de chá e usar o colar Add-A-Pearl que ela me deu quando eu nasci; (Lee 92)’. Scout disse que, como ela é uma menina, a tia Alexandra sugeriu que ela brincasse com brinquedos que são retratados como femininos, uma vez que as mulheres naquela época tinham papéis rígidos de gênero, tais como seriam elas que estariam dentro da cozinha, fazendo festas de chá, etc. Isto demonstrou a discriminação de gênero por Alexandra encorajando o escoteiro a ‘ser uma senhora’ e entender as diferenças com o que a mulher deveria e o que os homens deveriam fazer em sua sociedade. Isto afeta seu relacionamento por conflitos. O Escoteiro apenas seguiria seu instinto, ela não tem medo da tia Alexandra nem se importa com o que ela pensa dela, então ela simplesmente não seguiria seu rigoroso caminho de gênero. Isto poderia resultar em conflito, já que Alexandra quereria as coisas à sua maneira e somente à sua maneira. Isto também diminuiria um passo de seu relacionamento por causa disso. A discriminação de gênero afeta fortemente a relação entre Alexandra e o Escoteiro por Alexandra, discriminando-o por causa de seu gênero.

Segundo, a discriminação racial afeta a relação entre Tom e o povo de Maycomb pelas pessoas que o assediam, porque ele é de outra cor. Além disso, no capítulo 15, uma pequena turba tentou assassinar Tom Robinson. » Você sabe o que queremos’, disse outro homem, ‘Afaste-se da porta Sr. Finch’. (Lee 173)’.

A turba queria matar Tom, então pediram a Atticus que se afastasse para que eles pudessem fazer sua escritura. Isto mostrou discriminação racial por parte dos homens que queriam matá-lo porque assumiram que, como ele era negro, obviamente ele estuprou Mayella. Isto afetou a relação entre Tom e o povo, ao colocar um degrau em sua relação. A máfia queria matar Tom Robinson, o que teria trazido medo para ele. Outro exemplo seria quando o juiz Taylor se recusou a fechar o tribunal no capítulo 17 e disse: ‘As pessoas geralmente vêem o que procuram, e ouvem o que ouvem’. (Lee 199)’. Isto significou que as pessoas na corte (a maioria das pessoas em Maycomb) simplesmente tiraram conclusões precipitadas e assumiram que um lado da história está correto (o de Bob Ewell) sem mesmo considerar o outro lado da história (Tom Robinson). Eles não queriam acreditar que o testemunho de Ewell e Mayella era falso porque eles são brancos. Isto demonstra a discriminação racial pelo fato de as pessoas de Maycomb não acreditarem no testemunho de Tom Robinson só porque ele era negro e tirou conclusões precipitadas com o testemunho de Ewell. Mesmo o júri optou por não acreditar no testemunho realista de Toms só porque ele era negro. O povo de Maycomb colocou seu próprio racismo e preconceito à frente do que é correto e realista. Isto afetou seu relacionamento pelas pessoas que traíram Tom e não acreditaram em seu testemunho porque ele é de outra raça; portanto, seu relacionamento baixou um passo. Um outro exemplo seria quando Jem diz após o processo judicial » Em nossos tribunais, quando é a palavra de um homem branco contra a de um homem negro, o homem branco sempre vence’. (Lee 224)’. Jem disse que quando um homem branco tem um testemunho, e um homem negro tem um testemunho, não importa quão mais realista e credível seja o testemunho do homem negro, o homem branco sempre vencerá. Isto demonstrou a discriminação racial porque o homem branco só ganha porque é branco, e o homem de cor perdendo porque é de cor. Esta foi uma representação precisa do caso de Tom e Ewell. Tom perdeu porque era de cor, e Ewell ganhou porque era branco, tudo por causa da decisão da sociedade. Isto afetou a relação entre Tom e a sociedade por parte da sociedade, saltando em conclusões e acreditando que o homem mentiroso, racista e preconceituoso estava correto de seu testemunho de não ser bem sucedido, só porque ele era branco, e ignorando a perspectiva de Tom; baixando o status na relação. É assim que a discriminação racial afeta fortemente a relação de Tom e a sociedade por pessoas que o discriminam por causa de sua raça.

Em terceiro lugar, a discriminação de classe social afetou a relação entre os Cunninghams e a sociedade pela forma como a sociedade tratava os Cunninghams de maneira diferente, uma vez que eles estavam em uma classe social mais baixa. Por exemplo, Alexandra não deixou o escoteiro brincar com Walter porque ele é ‘lixo’. Porque ele é ‘lixo’, é por isso que não se pode brincar com ele. Não tenho você perto dele, pegando seus hábitos e sabe Deus o quê (Lee 257)’. Alexandra não quer que o escoteiro brinque com Walter porque ele é de uma classe social mais baixa. Ela sentiu como se os finlandeses fossem um grupo mais admirado do que os Cunninghams, e pensou que por serem de classe baixa, eles serão uma má influência. Isto demonstrou a discriminação de classe social pela forma como Alexandra não deixou o escoteiro brincar com Walter, já que ele está em uma classe social mais baixa. Isto afetou seu relacionamento pela possibilidade de não se verem novamente, pois Alexandra não aprova a presença de Walters. Outro exemplo poderia ser quando o Escoteiro explica à senhorita Caroline Fisher que Walter é um Cunningham. ‘ ‘Senhorita Caroline, ele é um Cunningham’. ‘Peço desculpas, Jean Louise?’ ‘Tudo bem, senhora, você conhecerá toda a gente do condado depois de um tempo. Os Cunningham nunca pegaram nada que não pudessem pagar — sem cestas de igreja e sem carimbos de rascunho. Eles nunca tiraram nada de ninguém, eles se dão bem com o que têm. Eles não têm muito, mas se dão bem com isso’. (Lee 22)’. O escoteiro explicou à senhora Caroline que Walter é de uma classe social mais baixa e que ele não pode pagá-la de volta. Isto demonstrou discriminação de classe social ao mostrar à senhorita Caroline que todos devem tratar Walter de maneira diferente, já que ele é pobre e está em uma classe social mais baixa do que a maioria das crianças da classe. Isto afeta o relacionamento deles pelo escoteiro lutando com ele depois. Ela ficou furiosa por ter que dizer isso à Srta. Caroline e ninguém mais o fez. Foi assim que a discriminação de classe social afetou a relação entre os Cunninghams e a sociedade por outros que o discriminaram por causa de seu status social.

A discriminação de gênero, racial e de classe social afetou imensamente as relações entre uma quantidade atroz de pessoas em Maycomb. Primeiramente, a discriminação de gênero afetou a relação entre Alexandra e o Escoteiro por Alexandra empurrando o Escoteiro para se tornar uma ‘Senhora’ em Maycomb. Em seguida, a discriminação racial afetou a relação de Tom e a sociedade por não gostar dele e abusar dele porque ele era de outra cor e, finalmente, a discriminação de classe social afetou a relação entre os Cunninghams e a sociedade por outros que os desaprovavam por causa de sua classe social. A discriminação de gênero, racial e de classe social ocorre hoje em todo o mundo.