Comparando e contrastando as ideologias de Booker T. Washington e W.e.b Du Bois

Imediatamente após a Guerra Civil, os afro-americanos foram confrontados com grande discriminação e sofrimento. Os novos escravos livres foram confrontados com o problema de fazer com que sua posição na sociedade os encarasse como nada mais do que propriedade. Durante este período, dois homens se tornaram líderes de duas idéias diferentes. Booker T. Washington da Virgínia e William Edward Burghardt DuBois, de Massachusetts, tiveram duas abordagens muito diferentes em relação à melhor maneira de os afro-americanos melhorarem suas situações. Embora seus métodos possam ter sido diferentes, estes dois homens tinham um objetivo comum na elevação da comunidade negra.

Booker T Washington estava entre os mais importantes líderes afro-americanos de seu tempo. Nascido no Condado de Franklin, Virgínia, em meados dos anos 1850, passou sua primeira infância na escravidão. Depois de crescer, Washington sentiu que uma educação formal era a melhor maneira de melhorar seu padrão de vida. Devido à segregação, a disponibilidade de educação para os negros era bastante limitada. Em resposta, Washington viajou para o Instituto Hampton, onde ele levou educação industrial. Em Hampton, ele se concentrou nas habilidades de trabalho industrial ou prático, em oposição às artes liberais. Devido a sua experiência no Hampton, Washington passou a ser um educador, assim como um apoiador da educação industrial, fundando o Tuskegee Normal and Agricultural Institute. Ele defendeu o avanço dos povos afro-americanos através da aprendizagem de habilidades práticas, particularmente ofícios e habilidades agrícolas, em vez de através da educação universitária e direitos de voto. Ele acreditava que os afro-americanos tinham que se ajudar a si mesmos antes que os brancos os ajudassem, e pensava que o empreendedorismo afro-americano no aprendizado de habilidades práticas aumentaria a solidariedade de sua comunidade. Ao invés de atacar Jim Crow de frente, ele acreditava que se os afro-americanos ajudassem a si mesmos, eles acabariam por avançar politicamente e alcançar os direitos civis. Nascido em 1868 em Great Barrington, Massachusetts, W. E. B. DuBois cresceu tanto livre quanto no Norte. Ele não vivenciou as duras condições da escravidão ou do preconceito sulista. Ele cresceu em um ambiente principalmente branco, freqüentou a Universidade Fisk como graduação, foi a primeira pessoa afro-americana a obter um doutorado de Harvard, e foi um dos fundadores da Associação Nacional para o avanço das pessoas de cor. DuBois demonstrou suas crenças políticas através de seu envolvimento no Movimento Niágara, a Associação Nacional para o Progresso das Pessoas de Cor, e serviu como editor da The Crisis, uma revista política negra. Ele sentia que os negros deveriam se educar na tradição liberal, da mesma forma que os brancos. A abordagem DuBois foi bem recebida por outros freemens-do-norte. Diferente do Booker T. Washington, ele queria que os afro-americanos desfrutassem dos direitos civis e de voto iguais aos brancos de uma forma mais imediata do que o que Washington exigia. Du Bois achava que a elite afro-americana era fundamental para a igualdade afro-americana, então Du Bois defendeu o avanço na educação para afro-americanos e não apenas as habilidades relacionadas ao trabalho.

Uma das maiores discordâncias de idéias entre os dois era sobre a questão do sufrágio negro. Em termos de votação, DuBois acreditava que a campanha para a cédula era necessária, mas se opunha a dar o voto aos negros sem instrução. Ele acreditava que os ganhos econômicos não eram seguros, a menos que houvesse poder político para protegê-los. Washington, por outro lado, sentiu que DuBois fez mais mal do que bem e serviu apenas para irritar os brancos do sul. Embora houvesse muitos pontos de discordância entre Washington e DuBois, havia semelhanças em suas idéias também. Ambos trabalhavam contra o linchamento e se opunham à violência por motivos raciais. Embora Washington possa ter enfatizado a educação industrial sobre as artes liberais, ele acreditava que as artes liberais eram benéficas. Embora ambos os homens possam ser criticados em vários aspectos de suas abordagens, tanto DuBois quanto Washington foram figuras-chave no avanço dos afro-americanos. Washington e DuBois estavam ambos em busca da igualdade racial, mas tinham idéias diferentes sobre como alcançá-la. Washington acreditava na igualdade econômica, depois na igualdade política e social. Embora fosse importante construir estabilidade econômica dentro da comunidade afro-americana, os direitos de voto eram necessários para alcançar a igualdade política e social. O plano DuBois incentivava a igualdade política e social, o que era essencial na época. A fundação da NAACP ajudou a aprovar leis importantes durante o movimento.

Embora o plano de Washington fizesse sentido e fosse importante, W.E.B. As idéias eram verdadeiras para muitos afro-americanos que sentiam a necessidade de igualdade de direitos entre as raças.