Sonho de Dois Homens: De Ratos e Homens de John Steinbeck

Ao longo da história, sempre existiu um sonho americano. Este sonho é diferente para cada pessoa que o tem, mas tem uma simples semelhança. O sonho americano, quer você seja branco, laranja preta, ou mesmo roxo, é a busca da felicidade. O livro que eu sinto mostra a melhor imagem do sonho americano é De Ratos e Homens, de John Steinbeck. Durante toda a sua jornada, eles mantêm seu sonho americano. Você pode ver a diferença em como eles falam sobre o sonho na fazenda passada, na fazenda atual, e logo antes do fim.

Na cidade de Weed localizada no condado de Siskiyou, a jornada de George Milton e Lennie Small começa. George é um homem de tamanho médio, bem parecido, com uma boa cabeça sobre os ombros. Lennie é um homem com deficiência mental e grande que tem a mente de uma criança. George prometeu antes da morte de sua tia que cuidaria de Lennie. Desde então, eles têm tido um sonho entre eles. Cada vez que eles parecem se aproximar mais desse sonho, Lennie faz algo para estragar tudo.

Enquanto estavam na cidade da erva daninha, eles se tornaram estáveis e estavam recebendo dinheiro regularmente todas as semanas. Um dia, enquanto em uma cidade se reuniam, Lennie viu esta mulher. Ela era bonita, e tinha um belo vestido vermelho. Lennie, tendo a mente de uma criança, queria sentir seu vestido para ver se era macio. Quando Lennie agarrou seu vestido, ela pensou que ele estava tentando estuprá-la. Isto fez com que George e Lennie tivessem que fugir antes de pegá-los. Uma vez que eles fugiram, Lennie começou a chorar e a pedir desculpas a George. George disse que estava tudo bem, e para fazê-lo sentir-se melhor, ele lhe contou o sonho novamente. No primeiro capítulo do livro, ele disse: ‘Caras como nós, que trabalham em fazendas, são os caras mais solitários do mundo. Eles não têm nenhum fambly. Eles não pertencem a lugar algum. Eles vêm a um rancho e trabalham em uma estaca e depois vão à cidade e explodem sua estaca, e a primeira coisa que se sabe é que eles estão batendo a cauda em algum outro rancho. Eles não têm nada para olhar em frente’ (Steinbeck 23) É aqui que eles falam sobre como são diferentes. George continuou: ‘Algum dia — vamos juntar o macaco e vamos ter uma casinha e um par de acres e vacas e alguns porcos…’. É aqui que Lennie o interrompe, dizendo como ele vai cuidar dos coelhos. Como parte da desordem do Lennie, ele também tem perda de memória a curto prazo. A única coisa que ele se lembra sobre o sonho é que ele vai levar o carro dos coelhos. À medida que eles se mudam de fazenda para fazenda pelo mesmo motivo que deixaram a erva daninha, George fica cada vez mais irritado com o Lennie. Logo após sair do ônibus depois de deixar a Weed, ele grita ao Lennie, dizendo-lhe como ele poderia viver facilmente sem o Lennie e que George poderia manter um emprego. Como o Lennie é um homem-criança, ele leva isso a peito e diz que não quer mais o sonho.

Após a longa caminhada após a longa viagem de ônibus, eles finalmente se deparam com seu novo rancho. Quando finalmente apareceram, o dono do rancho gritou com eles por estarem atrasados. George disse a Lennie para não falar, uma vez que ele não é capaz de falar muito bem. Uma vez que eles conseguiram voltar para o beliche, conheceram muitas pessoas interessantes. Estas pessoas, assim como eles, têm seus próprios sonhos. Embora na maioria das vezes todos tenham sonhos diferentes, eles geralmente têm um denominador comum. George e Lennie querem sua própria fazenda onde possam viver em paz, e Lennie pode cuidar dos coelhos. Eles falam sobre como vão conseguir sair das fazendas, como muitos outros. Quando Candy descobriu, ele ficou extremamente entusiasmado e ansioso para se juntar a eles em seu sonho. Ele se ofereceu para dar todas as suas economias, assim como cozinhar, cuidar das galinhas e jardinar algumas. Embora ele não fosse capaz de contribuir muito, era o fato de que ele daria tudo o que tinha por um sonho americano. Nestes tempos, trabalhando duro em uma fazenda, todos querem um sonho do qual possam escapar para fugir da realidade. Quando Crooks ouviu falar do sonho, ele pensou que Lennie era louco. Ele achava que Lennie estava apenas sendo louco, já que sua mente não estava ‘até o fim’. Dizendo ‘é só’ na cabeça deles (Westwood 1), ele continuou provocando Lennie sobre sua idéia, até que Candy entrou na sala. Candy então disse a Crooks que ele já tinha o dinheiro, e que não havia nada no caminho deles. Quando Crooks soube que já tinham o dinheiro, ele começou a perceber que eles estavam dizendo a verdade. Ele então perguntou a Candy se havia alguma chance de que eles o usassem na fazenda. Ele disse que trabalharia para nada, apenas para sua estadia. Este sonho logo foi destruído, como tantos outros.

Logo após a conversa de estar tão perto do sonho, um evento destruiu todo o pensamento. Enquanto Lennie estava no beliche, e todos os outros estavam do lado de fora, a esposa de Curley (Curley é o filho do dono do rancho) entrou. Desde que Lennie chegou, ela tem olhado para ele, dizendo-lhe que ele parece bonito, e obviamente tem tentado tirar proveito dele. Quando ela chegou, ele estava sentado em sua cama. Eles começaram a falar, ele começou a sentir o cabelo dela, depois a mão dele ficou emaranhado. Ela então começou a se passar, gritando, e dizendo a Lennie para parar. Lennie não sabia o que fazer, então ele começou a sacudi-la. Isto fez um silêncio repentino, devido a ele ter quebrado o pescoço dela. Quando Lennie percebeu o que tinha feito, ele fugiu. Logo depois, as pessoas do rancho descobriram. Curley então disse que ia matar Lennie, e começou a correr atrás dele. George sabia onde Lennie estava, então mandou Curley para o outro lado, e foi para Lennie. Uma vez que o encontrou, eles se sentaram, repetindo mais uma vez o sonho. Eles iam possuir 10 acres de terra. Eles iriam ter todos os animais como uma fazenda habitual, e Lennie iria cuidar dos coelhos. Ele disse ao Lennie para visualizar a fazenda, e depois atirou na nuca do Lennie. Com a morte de Lennie, acabou com a idéia do sonho americano deles.

Em conclusão, este livro representa a idéia do sonho americano.

Embora alguns dos sonhos americanos se tornem realidade, a maioria não o faz. George e Lennie sempre esperavam ansiosos por sua fazenda, mantendo a cabeça erguida por toda a dor pela qual estavam passando. No final, semelhante à maioria dos outros, seu sonho acabou em uma triste tragédia por ter matado seu sonho americano. O sonho americano é um sonho que todos têm, e muitos falham em realizá-lo.